'‘As Cidades Invisíveis’' – Ítalo Cauvino – 2º SEMESTRE

Description

Com base no livro “As Cidades Invisíveis”, de Ítalo Cauvino, o autor faz referências do título da cidade com seus aspectos. A Eudóxia é uma cidades citadas no livro e com a referência da “Cidades e o Céu”.
O objetivo do trabalho era a partir do texto reproduzir a cidade imaginária em uma maquete.

PROPOSTA DA MAQUETE

O texto descreve uma cidade contemplada em forma de um tapete, onde tudo é simétrico visto de cima. Assim é o olhar dos deuses, “que tudo podem ver”, mas ao olharmos em uma perspectiva parcial, ou seja habitantes da cidade, nota-se claramente a confusão que é a Eudóxia.
Na maquete o tapete é caracterizado por cores sóbrias, induzindo o olhar que vem de cima para a parte central, fazendo a ligação aos pontos da cidade, em um gradiente de cor. A igreja é colocada como ponto de fuga da cidade, um centro mais iluminado que se detém por formas circulares. Já as casas em seus redor são simétricas e numerosas, retratando a confusão de Eudóxia.
Na perspectiva parcial a cidade é tomada pelo vai e vem, escadas, becos, vielas e casebres compostos por cores vivas e em sua maioria, tons quentes. Usamos linhas lineares para as construções das casas, zigue-zagues nas ruas, arabescos e linhas curlares na praça, localizada no centro da cidade, indicando um ponto de chegada, de referência. Além disso, essa parte encontra-se em uma área mais alta, enfatizando-a.
Colocamos a cidade em cima da nuvem, fazendo que com que ela fique em destaque, como se subisse aos ceus e tentasse toca-lo, mostrando que era o que os deuses imaginaram. E o tapete compõe a cidade, como um tecido urbano, que faz uma transformação do que é idealizado pelos deuses, mas que foi modificado pelos homens, em formas de moradia, necessidades de uso da cidade, como também o comério, igreja, praças. Assim Eudóxia foi interpretada, feita em uma maquete de pura imaginação.

Prof.ª Ana Gabriella
Fundamentos Sociais e Ambientais da Arquitetura e Urbanismo
Camila M. – Caroline Santana- Esther M. – Flávia Souza – Joyce Barros